quinta-feira, 17 de agosto de 2017

QUE MAL FIZEMOS NÓS?

Tenho que chegar à conclusão que esta população de Peniche deve ter feito alguma coisa mal feita, algures no tempo, pagando agora esse erro. A pergunta faz todo o sentido, senão vejamos; se quisermos fazer um evento como este nas Caldas da Rainha, assistir a um filme, a um teatro, a um concerto, uma revista, se quisermos ver algumas Exposições que não algumas daquelas “lamechices” do costume, se quisermos fazer uma Feira do Mar, se quisermos fazer uma mostra gastronómica, se quisermos mostrar as nossas rendas em grande, se quisermos mostrar a Escola de Dança, onde é que tudo isto pode ser feito sem estarmos sempre condicionados ao tempo, se faz demasiado calor, se chove, se faz frio? Aqui mesmo à nossa porta, nas nossas Freguesias existem alguns Pavilhões, na sede do Concelho ninguém até aos dias de hoje teve o discernimento de pensar nestas pequenas “coisas”. Gente que levou anos e anos a trabalhar a sua imagem e o único resultado final bom para Peniche, depois de tudo espremido, foi surf e rendas. Parafraseando o “Quiosque”: “o que não se faz no dia de Santa Maria faz-se noutro dia”. O problema é que Peniche tem sido governado como se fosse sempre dia de Santa Maria.
 









 

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

SALVA-VIDAS PENICHE VANDALIZADO.


Se dúvidas houvesse, ficam agora completamente esclarecidas. Não foi por falta de aviso, mas sim pela pressa em querer mostrar o que esteve fechado e tapado durante largos anos e só porque a isso foram obrigados. Colocar esta embarcação em cima de cepos já foi uma afronta, convidar estes energúmenos ao vandalismo é não conhecer esta Cidade ou fazer ouvidos moucos. Prometer um “berço” para esta emblemática embarcação e até ao momento não a ter apresentado, agora que as Festas em Honra de Nª Sª da Boa Viagem já terminaram, é pura propaganda e desconsideração para com a população de Peniche. Para piorar a situação e declaro já que não acredito que a Autoridade Marítima tenha conhecimento, foi colocado um “”cartaz”” que em nada dignifica esta situação. Já chega de tanta penicheirada. Peniche e os Penicheiros merecem melhor.


 

FACTOS, SÃO FACTOS 14.


Uma das coisas boas que existem no nosso sistema de saúde é a possibilidade de podermos fazer marcações online sem termos a preocupação de ir para as bichas aguardar a nossa vez. Era, até há uns tempos atrás, a realidade neste Centro de Saúde de Peniche. Digo “era” porque, vá-se lá saber porquê, de há uns tempos a esta parte a resposta dada pelo sistema é a de que «ESTE CENTRO DE SAÚDE JÁ NÃO TEM TIPOS DE CONSULTA/PROGRAMA CARREGADOS?» E agora, voltamos à Idade da Pedra? Só que por telefone é para esquecer. Até nisto Peniche tinha que ser diferente. Malapata dos Penicheiros.


 

terça-feira, 15 de agosto de 2017

FACTOS, SÃO FACTOS 13.

Foi a hora de regressar aos factos. Porquê? Porque acontecem coisas tão mirabolantes que, quando nos perguntam o porquê, ficamos sem saber responder. Quando se entra/sai de Peniche pela Avenida Monsenhor Bastos ficamos com uma sensação estranha. É uma longa e bonita avenida na qual o visitante e nós próprios podemos ver de um lado as dunas de areia fina e do outro lado blocos habitacionais que não desfeiam esta avenida. O problema está no arranjo urbanístico. Se entramos temos logo à nossa esquerda uma péssima imagem daquela espécie de arvoredo e logo a seguir arvoredo semelhante mas bem tratado. Ou seja; de um lado da avenida é Peniche como todos nós ambicionamos que o seja, para uns metros à frente ser a montra do completo desleixe urbanístico. Queremos um e abominamos o outro, cabendo a quem de direito escolher qual a solução que mais gosta. Até tenho medo só de pensar.  







segunda-feira, 14 de agosto de 2017

AI VAI TOMABAR, VAI.


Durante o dia a Travessa de Santo António é pouco utilizada ou quase nada, mas de noite é um corrupio de gente. Que tal alguém responsável ir até lá e olhar para aqueles muros com olhos de ver? Seria aconselhável, para evitar que os senhores um dia mais tarde, não fiquem com problemas de consciência, no caso de a terem.




 

domingo, 13 de agosto de 2017

QUEREM "MATAR" A CAMBOA?

Promessa leva-as o vento. A Praia da Camboa, praia de Bandeira Azul e concessionada continuava assim hoje de manhã. Todos sabemos que, nesta altura do ano, as marés e as correntes trazem os limos até ao areal, mais uma razão para uma Câmara a sério estar prevenida afim de não perder quem nos visita. Depois um “caramelo” chamou a atenção para a presença de nafta na praia e ao olhar para aquela “posta” enorme comunicou a quem de direito que mandou erguer a bandeira vermelha. Infelizmente o nadador salvador cumpriu e bem o que está regulamentado só que desconhecia a diferença entre nafta e ARGILA. Era argila senhor.







 
 

 

sábado, 12 de agosto de 2017

SÓ POR GRAÇA.


Até teria alguma graça se não fosse triste. depois de fotografar as casas abalroadas por carros, passei a rua subjacente e quando me virei dei de caras com a placa toponímica com o nome dessa rua. Nem queria acreditar. Pensava que era só aqui em Peniche que essas coisas aconteciam. Afinal Ferrel não foge à regra. Quem será a individualidade chamada de Vasco Dagama? Pessoa ilustre, com certeza.